Voltar para o blog

Como escolher tomadas de energia?

Escolher as tomadas pode parecer uma tarefa simples, mas para fazer a melhor escolha, é preciso levar em conta diversos fatores. Estes produtos além de essenciais para a praticidade da casa, também são detalhes importantes para finalizar a decoração.

Qualidade em primeiro lugar

Antes de decidir o estilo, é essencial encontrar tomadas que sejam de qualidade e que atendam às normas técnicas brasileiras. Investir em produtos assim garante um bom custo-benefício, pois eles tendem a durar por muito mais tempo.

Por exemplo, lugares úmidos precisam de tomadas especiais, como o modelo IP54, que garante uma ótima resistência, além de contar com um design arrojado.

Por isso, os produtos Siemens Iriel são uma excelente opção, pois contam com toda a  durabilidade possível com materiais resistentes e tecnológicos.

Também é importante contar com a ajuda profissional de um eletricista para tomar as melhores escolhas e realizar a instalação corretamente.

Pense na decoração

Além de serem objetos práticos para o lar, as tomadas também são itens de decoração. Por isso, fique atento aos detalhes para escolher produtos que combinem com a seu ambiente ou estilo.

Hoje em dia, existem dezenas de opções disponíveis. Por exemplo, para ajudar a criar um clima mais intimista, usar um dimmer, que é um variador de luminosidade, é uma excelente escolha. Assim, você consegue controlar a intensidade das luzes, se adequando a diferentes momentos.

As tomadas USB também são uma boa ideia para levar praticidade e facilidade para o momento de carregar dispositivos eletrônicos, como celulares e tablets.

Além disso, as cores e materiais das placas também podem dar um ar super moderno ao ambiente, combinando com as cores escolhidas para as paredes ou móveis.

Qual o modelo correto?

Uma dúvida super comum na hora de realizar a instalação das tomadas é saber se deve utilizar tomadas de 10A ou 20A  (amperes).

Isto dependerá dos equipamentos que você pretende utilizar nestas tomadas e também do tipo de ligação (tensão) que tem no local da instalação, se é 127V~ ou 220V~.

Ao instalar uma tomada de 10A, numa ligação de 127V~, a potência máxima do equipamento a ser utilizado é de 1270W (isto está sempre descrito no equipamento) e se você instalar uma tomada de 20A, nesta mesma tensão de 127V~, poderá utilizar equipamentos de até 2540W.

Agora, se a tensão do local da instalação é 220V~, a tomada de 10A pode ser utilizada para equipamentos de até 2200W e a tomada de 20A suportará equipamentos de até 4400W.

Importante: para cada tipo de tomada, 10A e 20A devem ser utilizados os cabos correspondentes. Nunca troque apenas uma tomada de 10A por uma tomada de 20A sem trocar os fios elétricos.

No Brasil, as 10A são mais comuns nos lares, mas é importante ter opções 20A em alguns ambientes da casa, como cozinha (cafeteiras), banheiro (secadores de cabelo) e lavanderia.

Uma outra dica é não utilizar tomadas na instalação do chuveiro, pois as elas podem sobreaquecer (os chuveiros geralmente têm potências acima das suportadas pelas tomadas), causando danos ao chuveiro e à instalação, além de ser proibido pela norma NBR5410. 

As tomadas 10A e 20A foram feitas para serem usadas de forma provisória, onde os aparelhos podem ser transportados de tomada para tomada.

Como instalar corretamente?

Para que as tomadas sejam instalados da maneira correta e fiquem harmônicos com o restante das instalações do seu lar, existem algumas dicas a serem seguidas.

Por exemplo, tomadas baixas devem ser instaladas a 30 centímetros do chão. Já as tomadas médias devem ficar entre 1,20M e 1,30M do chão, de acordo com a NBR 5410. As altas devem ser colocadas entre 2,0M e 2,25M.

Lembre-se de seguir as mesmas medidas independente do cômodo ou ambiente. Assim, você mantém um padrão dentro do lar, tornando tudo muito mais harmônico.

No quesito segurança, o aterramento elétrico (o furo central da tomada) é essencial para proteger as instalações de eventuais descargas de eletricidade, garantindo um bom funcionamento de todos os aparelhos da casa. Por isso, não deixe de abordar este assunto com o eletricistas antes das instalações.