Voltar para o blog

Sofisticação e sustentabilidade na decoração

É possível sim aliar elegância à sustentabilidade. Mais do que isso: projetos com viés ecológico proporcionam ambientes diferenciados, mais leves, relaxantes e repletos de estilo. Quer saber mais? Vamos falar então sobre como requinte e conscientização andam juntos.

Primeiramente, é preciso entender de que tipo de projeto o espaço necessita. Planejar uma decoração sustentável vai além da mera substituição de itens. E este processo começa no “penso”, na estruturação do ambiente, sua função e utilização. A partir daí, será realizada a escolha dos materiais, que precisam sempre complementar o projeto, e nunca restringi-lo.

Aliás, para que a escolha destes materiais seja feita com consciência, é necessária uma boa pesquisa e aquela dose de criatividade. Ambientes elegantes alinham-se a conceitos sustentáveis quando o todo está dentro desta concepção, e não apenas quando elementos aleatórios são distribuídos em um lugar.

Abaixo, uma lista de recursos que podem dar um registro sustentável e elegante ao seu projeto.

Revestimentos
- Bambu
- Porcelanato com conteúdo reciclado
- Tintas ecológicas e naturais
- Madeira de demolição
- Ladrilho Hidráulico
- Pastilhas de coco

Materiais
- Madeira plástica
- Manta acústica de cortiça
- Couro reconstituído
- Fibra natural trançada
- Mármore artificial
- Vidro reciclado

Traga a natureza para sua casa

Por conta dos pequenos espaços, nem sempre é possível ter muitos elementos verdes na área externa. Mas sim, pode-se compor o ambiente interno com um pouco de natureza, com o uso de folhagens, plantas ornamentais, plantas nas varandas e sacadas e até mesmo jardins verticais.

Um toque sustentável na iluminação

Apesar de fundamentais, pode-se ir além das Lâmpadas de LED e da Luz Natural para compor um espaço refinado e ecologicamente correto. Alguns exemplos práticos:
- Disponha de circuitos de iluminação com maior número de sessões para que se acenda somente o necessário
- Use de Dimmers para o controle da intensidade luminosa das lâmpadas
- Busque materiais com propriedades refletivas
- Invista em sistemas automáticos

Por fim, guarde esta informação: um ambiente deve ser sempre pensado de acordo com seu tamanho e finalidade. Assim, evita-se desperdícios e excessos, prioriza-se aquilo que realmente agrega ao projeto e conquista-se o melhor resultado!